Instagram

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Apenas um presente

Hoje ganhei um presente inusitado de dia dos namorados... Enquanto estava escrevendo um trabalho de aula o Ton começou a digitar no computador ao meu lado e o enviou para mim. Ele disse que o texto era meu e eu podia fazer o que quisesse com ele, e eu quero dividi-lo.
Aproveitem e apaixonem-se.
AC

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

E na curva do vento, andei
Os teus lábios beijei
A tua boca eu amei
E o teu sorriso busquei
Ele bateu na janela três vezes, fazendo-a vir correndo para atender, com medo de que alguém ouvisse. Enquanto ele pulava para dentro do quarto, os sapatos sujos marcando o colchão, ela desatou em uma risada agoniada, nervosa e lhe deu um, dois, quatro tapas nas costas.
- Tá maluco? E se meu pai te pega aqui?
- Prefiro morrer ao teu lado do que viver longe de ti, meu amor.
- Ah não, com essas juras de amor de teatro de novo não!
- Então que tal... Por onde andei... Enquanto você me procurava...
- Pára! Vão te ouvir!
Sorriram, abraçaram, beijaram. Dois amantes, jovens e inconsequentes.
Estava lá, você viu
O coração que se partiu
Algo que o destino uniu
Um amor que se feriu
- Eu já te disse, nunca pensei em ninguém além de você pra mim. Só você me completa.
- Calaboca! Eu não consigo nem pensar direito!
- Me escuta! É sério!
- Eu sei o que vi, porra!
Lágrimas correram pela face dela, incapaz de aguentar a dor que dilacerava seu peito. O medo, o sofrimento, a raiva. Uma combinação que explodiria, talvez levando seu corpo junto. Tudo besteira. As juras de amor, mentiras. Os momentos juntos, lembranças ruins. Os beijos apaixonados, falsos.
- Eu te juro, é só com você que eu quero ficar...
Não dá pra olhar pra trás
O que se foi não volta mais
A não ser que...
As pessoas pararam para olhar o casal correndo, ela fugindo dele, milhões de emoções misturadas. Uma risada aprisionada, querendo sair em uma gargalhada. Um amor que não se mensura jamais.
- Você é um idiota! – ela fingiu estar braba.
- E você é perfeita. A minha perfeita idiota. Viu? Combinamos!
- Não, não combinamos não!
Ela se deixou ser pega, abraçada, acariciada. Era tão bom, não queria nunca sair daquilo.
- Por que você mentiu, afinal? Era só dizer que precisava ir ao shopping.
- Desculpa, eu não poderia te contar o que fui fazer lá. Não ainda.
- Ah, mas por que?
Ele se ajoelhou, tirou uma caixinha do bolso e entregou pra ela. Lágrimas brotaram.
Posso correr e correr sem cansar
Quero mesmo é me casar
Estar ao teu lado, te amar
Viver essa linda história!
- Eu sei que vai soar bobo, mas... Você vai me amar pra sempre?
- Claro!
- E só a mim?
- Desculpa, mas não... Eu já amo outro rapaz... É meio bobo, mas...
- Como? Quem?
- Estou grávida, amor.
Novos amores vou ter
Mas sempre vou lembrar de você
Aquele sorriso tão especial
Minha garota genial

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Ps. Para os mais literais, não, não é baseado em fatos reais. Mas ilustrando uma amostra do nosso ensaio fotográfico juntinhos. <3 Fotografia por Vita Produções